Pernambuco é alvo de 2 operações da PF e uma da Dracco

Além dos seis mandados de busca e apreensão da Operação Antídoto e do desencadeamento da Operação Casa de Papel, nesta terça-feira (16), a Polícia Civil, através da DECCOR/DRACCO, também desencadeou a Operação Rip Stop, que investiga fraudes em licitações e teve alvos nas cidades de Petrolina, Recife, Paulista, Olinda e Camaragibe.

Veja a nota na íntegra da Polícia Civil sobre a operação:

“A SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL, através da POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO, no âmbito do PACTO PELA VIDA, desencadeou na manhã desta terça-feira, 16/06/2020, a 17ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada ” RIPSTOP”, vinculada à Diretoria Integrada Especializada – DIRESP, sob a presidência do Delegado DIEGO PINHEIRO, titular da 2ª DECCOR/DRACCO, tendo como ambiente operacional as cidades de Petrolina, Recife, Paulista, Olinda e Camaragibe.

A investigação, que contou com o apoio do Tribunal de Contas de Pernambuco / TCE-PE, foi inaugurada em março de 2019, com objetivo de identificar integrantes de uma Organização Criminosa voltada à prática dos crimes de:

1) FRAUDES EM LICITAÇÕES;

2) USO DE DOCUMENTOS FALSOS;

3) LAVAGEM DE DINHEIRO;

4) PROMOÇÃO E INTEGRAÇÃO DE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA;

No dia de hoje, estão sendo cumpridos 17 (dezessete) mandados de busca e apreensão domiciliar, 05 (cinco) mandados de suspensão provisória que proíbem empresas de participar de licitações, 13 ( treze) mandados para pessoas fisicas e jurídicas de impedimento para exercerem qualquer atividade econômica que implique na contratação com o poder público, 03 ( três) mandados de suspensão do exercício de função pública, além da determinação de seqüestro de bens e valores de pessoas físicas e jurídicas investigadas, todos expedidos pelo MM Juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Petrolina.

Na execução, estão sendo empregados 110 (cento e dez) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães.

A Operação está sendo coordenada pela DIRESP e supervisionada pela Chefia de Polícia.

As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco – DINTEL, com o auxílio do LAB/AD (Laboratório de Tecnologia Contra a Lavagem de Dinheiro).

Os detalhes da referida operação serão divulgados pela Assessoria de
Comunicação da Polícia Civil em momento oportuno.”

Chefia de Polícia

(Com conteúdo do Blog de Ricardo Antunes)

One thought on “Pernambuco é alvo de 2 operações da PF e uma da Dracco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *